Agosto: mês do desgosto! Por quê?

São tantas as coincidências que pairam sobre o mês de agosto, que a gente fica até com o pé atrás, não é mesmo. Porém, isso nada mais é do que influência da cultura popular e da história oral em nossas vidas. Devemos valorizá-la, pois faz parte do que os historiadores chamam de imaginário popular. Legal não é! Aguardem novas novidades em nosso blog.

Abraços

Prof. Cândido

 

Agosto, do latim Augustus, é o oitavo mês do calendário gregoriano. É assim chamado por decreto em honra do imperador César Augusto. Este não queria ficar atrás de Júlio César, em honra de quem foi batizado o mês de julho, e, portanto, quis que o “seu” mês também tivesse 31 dias. Antes dessa mudança, agosto era denominado Sextilis ou Sextil, visto que era o sexto mês no calendário de Rômulo (calendário romano).

Os romanos já consideravam o mês de Agosto azarento. Eles acreditavam que existia um dragão imenso e terrível, que andava pelo céu cuspindo fogo durante esse mês. Mais tarde  descobriram que o tal “Dragão” era a constelação de Leão, visível nos céus do hemisfério norte naquele período do ano. 

Em Portugal o medo do mês de Agosto surgiu no período das grandes navegações, que duravam muitos meses e até anos. As mulheres portuguesas não casavam nunca no oitavo mês, porque era nessa época (verão na Europa), que os navios das expedições partiam em busca de novos mercados e novas terras. Daí, casar em Agosto significava ficar sozinha. Algumas até ficavam viúvas. 

desgosto

 

Já aqui no Brasil, com a influência dos portugueses, essa crença chegou e se espalhou. Daí o dito popular “Casar em Agosto traz desgosto”.  E tem também aquela onda de que os cachorros contraem a Raiva nesse mês. Daí o nome de “mês do cachorro louco“.

 No dia 24 de agosto de 1954, na cidade do Rio de Janeiro, o então presidente da República Getúlio Vargas, suicidou-se, renunciando assim, não somente à presidência da República como também à vida.

Em 25 de agosto de 1961, “forças estranhas” fizeram com que o presidente Jânio Quadros renunciasse à presidência.

Juscelino Kubitscheck, vítima de um desastre automobilístico faleceu no dia 22 de agosto de 1976.

desgosto2

Na Argentina muitos deixam de lavar a cabeça em Agosto porque acreditam que isso chama a morte.

 Na França, em 24 de Agosto de 1572,  Catarina de Medici ordenou o massacre de São Bartolomeu, um episódio sangrento na repressão aos protestantes na França pelos reis franceses, católicos, vitimando entre 30.000 e 100.000 protestantes franceses. 

Também foi em agosto no ano de 1932 que Hitler assumiu o governo alemão. No Japão, nos dias 6 e 9 de Agosto de 1945, as cidades de Hiroshima e Nagazaki foram destruídas por bombas atômicas.  A Primeira Guerra Mundial teve início em agosto de 1914,  e a Segunda em agosto de 1939.

Em 16 de agosto de 1977, o Rei do Rock, Elvis  debilitado devido a uma série de fatores físicos e emocionais morre aos 42 anos, deixando inconformados uma legião de fãs. Alem de Elvis, várias outras personalidades faleceram nesse mês, como: Princesa Daina, Marilyn Monroe, Carmem Miranda, Carlos Drummond de Andrade, Euclides da Cunha, Jorge Amado, Raul Seixas, Deodoro da Fonseca, Hebert de Souza (o Betinho) e tantos outros.

  São tantas as coincidências que pairam sobre o mês de agosto, que a gente fica até com o pé atrás, não é mesmo. Porém, isso nada mais é do que cultura popular e devemos valorizá-la, pois faz parte do que os historiadores chamam de imaginário popular.

Uma resposta

  1. e candinho meu aniverssariao a do mes de agosto
    rsrsrsrsr
    bjs bruna

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: