POSTE DA PAZ

poste

Anúncios

Ruínas de escola de gladiadores são encontradas na Áustria

Arqueólogos anunciaram nesta segunda-feira a descoberta na Áustria de uma escola de treinamento de gladiadores que se encontra em bom estado de conservação.

As ruínas se encontram enterradas debaixo do local conhecido como parque arqueológico de Carnuntum, a aproximadamente 45 km a leste de Viena. Esse complexo foi uma cidade no passado, onde viveram 50 mil pessoas, cerca de 1.700 anos atrás.

Carnuntum tem sido escavado desde 1870, mas somente 1% da cidade é conhecida. A localização da escola de gladiadores só se tornou possível com o uso de radares, que indicaram uma área branca abaixo do solo.

Segundo os descobridores, o local se equipara a Ludus Magnus, que foi a maior escola de treinamento de gladiadores romanos.

As escavações ainda não têm data para começarem, já que os especialistas querem conservar o máximo possível da estrutura antiga e, para isso, precisam de um plano detalhado de trabalho.

Uma escola de gladiadores era uma mistura de quartel e prisão onde prisioneiros de guerra, escravos e criminosos convictos formavam grupos de lutadores, explicou em um comunicado a Roemisch-Germanisches Zentralmuseum, uma das instituições que participa das escavações.

“Se eles fossem bem-sucedidos, tinham a chance de obter uma condição de ‘superstar’, o que poderia levar à liberdade deles”, comentou o diretor de Carnuntum, Franz Humer.

A escola contém cerca de 40 celas estreitas, que eram usadas como dormitório pelos lutadores; uma área de banho; um local de treino e prédios administrativos.

Há ainda um pequeno estádio rodeado por cadeiras de madeira e uma espécie de ala para o treinador-chefe dos gladiadores.

Os radares também indicam que o lugar possui um cemitério, provavelmente para os que foram mortos durante os treinamentos.

http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/970536-ruinas-de-escola-de-gladiadores-sao-encontradas-na-austria.shtml

 

Fóssil do maior fêmur de dinossauro é descoberto na Espanha

 

Um fóssil de fêmur de dinossauro de cerca de dois metros, o maior já descoberto até agora na Europa, foi encontrado numa escavação de Riodeva, perto de Teruel (leste da Espanha), anunciou nesta sexta-feira a Fundação Dinópolis.

Segundo esta fundação encarregada da exploração da escavação, foi localizado um fêmur esquerdo de 1,92 metro de extensão, junto a uma tíbia de 1,25 metro e 15 vértebras.

Estes ossos podem ter pertencido a um dinossauro gigante de 40 toneladas e 30 metros de comprimento, o “Turiasaurus riodevensis”, descoberto pela primeira vez em 2004 na mesma escavação, explicou a fundação em um comunicado.

Estes novos fósseis, acrescentados aos já encontrados desde 2004, permitirão reconstruir o conjunto do esqueleto deste mastodonte que viveu há 145 milhões de anos.

Este anúncio chega duas semanas depois da descoberta na mesma região da Espanha de um novo tipo de dinossauro com corcunda e provavelmente dotado de “proto-plumas” nos antebraços (filamentos rígidos considerados predecessores das plumas), o “Concavenator corcovatus”.

Este último fóssil praticamente completo e único no mundo de um dinossauro carnívoro de 6 metros de comprimento foi descoberto na escavação de Los Hoyos (La Cierva) perto de Cuenca (leste da Espanha) por pesquisadores da Universidad Autônoma de Madri, que publicaram sua descoberta na revista Nature em 8 de setembro.

http://noticias.uol.com.br/ultnot/cienciaesaude/ultimas-noticias/afp/2010/09/24/fossil-do-maior-femur-de-dinossauro-e-descoberto-na-espanha.jhtm

22 DE ABRIL DE 1500

VÍDEO SOBRE A HISTÓRIA DE PEDRO ÁLVARES CABRAL E A CHEGADA DOS PORTUGUESES AO BRASIL

21 DE ABRIL: TIRADENTES

 

 

                                                                                                                                                                  TIRADENTES ( Joaquim José da Silva Xavier) (1746-1792), é considerado o grande mártir da independência do nosso país. Nasceu na Fazenda do Pombal, entre São José ( hoje Tiradentes) e São João del Rei, Minas Gerais. Seu pai era um pequeno fazendeiro. Tiradentes não fez estudos das primeiras letras de modo regular. Ficou órfão aos 11 anos; foi mascate, pesquisou minerais, foi médico prático. Tornou-se também conhecido, na sua época, na então capitania, por sua habilidade com que arrancava e colocava novos dentes feitos por ele mesmo, com grande arte. Sobre sua vida militar, sabe-se que pertenceu ao Regimento de Dragões de Minas Gerais. Ficou no posto de alferes, comandando uma patrulha de ronda do mato, prendendo ladrões e assassinos.

Em 1789 o Brasil-Colônia começava a apresentar algum progresso material. A população crescia, os meios de comunicação eram mais fáceis a exportação de mercadorias para a metrópole aumentava cada vez mais. Os colonos iam tendo um sentimento de autonomia cada vez maior, achando que já era tempo de o nosso país fazer a sua independência do domínio português.

Houve então em Vila Rica, atual cidade de Ouro Preto, no Estado de Minas Gerais, uma conspiração com o fim de libertar o Brasil do jugo português e proclamar a República. Uma das causas mais importantes do movimento de Vila Rica foi a independência dos Estados Unidos, que se libertara do domínio da Inglaterra em 1776, e também o entusiasmo dos filhos brasileiros que estudaram na Europa, de lá voltando com idéias de liberdade.

Ainda nessa ocasião não era boa a situação econômica da Capitania de Minas, pois as Minas já não produziam muito ouro e a cobrança dos impostos ( feita por Portugal) era cada vez mais alta.

O governador de Minas Gerais, Visconde de Barbacena, resolveu lançar a derrama, nome que se dava à cobrança dos impostos. Por isso, os conspiradores combinaram que a revolução deveria irromper no dia em que fossem cobrados esses impostos. Desse modo, o descontentamento do povo, provocado pela derrama, tornaria vitorioso o movimento.

A conjuração começou a ser preparada. Militares, escritores de renome, poetas famosos, magistrados e sacerdotes tomaram parte nos planos de rebelião. Os conspiradores pretendiam proclamar uma república, com a abolição imediata da escravatura, procedendo à construção de uma universidade, ao desenvolvimento da educação para o povo, além de outras reformas sociais de interesse para a coletividade.

Uma das primeiras figuras da Inconfidência foi Tiradentes. O movimento revolucionário ficou apenas em teoria, pois não chegou a se realizar. Em março de 1789, o coronel Joaquim Silvério dos Reis, que se fingia amigo e companheiro, traiu-os, denunciando o movimento ao governador.

Tiradentes achava-se , nessa ocasião no Rio de Janeiro. Percebendo que estava sendo vigiado, procurou esconder-se numa casa da rua dos Latoeiros, atualmente Gonçalves Dias, sendo ali preso. O processo durou 3 anos, sendo afinal lida a sentença dos prisioneiros conjurados. No dia seguinte uma nova sentença modificava a anterior, mantendo a pena de morte somente para Tiradentes.

Tiradentes foi enforcado a 21 de abril de 1792, no Largo da Lampadosa, Rio de Janeiro. Seu corpo foi esquartejado, sua cabeça foi erguida em um poste em Vila Rica, arrasaram a casa em que morava e declararam infames os seus descendentes

Funai localiza povo indígena isolado no Amazonas

 

A Fundação Nacional do Índio (Funai) confirmou  a identificação de um novo grupo de índios isolados no Vale do Javari, no Amazonas. As observações preliminares apontam que esse grupo de cerca de 200 pessoas pode pertencer à família linguística Pano.

A nova comunidade de índios isolados foi localizada pela Frente de Proteção Etnoambiental da Funai no Vale do Javari e foi confirmada durante sobrevoo realizado em abril deste ano, com apoio do Centro de Trabalho Indigenista (CTI). As clareiras foram localizadas por satélite antes da realização da expedição aérea que avistou três clareiras com quatro grandes malocas no total.

Segundo o coordenador da Frente do Vale do Javari, Fabricio Amorim, “a roça, bem como as malocas, são novas, datadas de no máximo um ano. O estado das palhas usadas na construção, e a plantação de milho indicam isso. Além do milho, havia banana e uma vegetação rasteira que parecia ser amendoim, entre outras culturas”, explica.

Até o momento da confirmação, a presença desses índios isolados era apenas uma referência “em estudo”, segundo a Funai, pois havia relatos de sua existência, sem informações conclusivas sobre a exata localização e características da comunidade.

“Na Terra Indígena Vale do Javari há um complexo de povos isolados considerado como a maior concentração de grupos isolados na Amazônia e no mundo”, avalia Amorim. “Entre as principais ameaças à integridade desses grupos estão a pesca ilegal, a caça, a exploração madeireira, o garimpo, atividades agropastoris com grandes desflorestamentos, ações missionárias e situações de fronteira, como o narcotráfico. Outra situação que requer cuidados é a exploração de petróleo no Peru, que pode refletir na Terra Indígena do Vale do Javari”, afirma o pesquisador.

De acordo com a Funai, entre os anos 2006 e 2010, foram localizados mais de 90 indícios da ocupação territorial desses grupos, como roças, tapiris e malocas. Essas observações apontam para a existência de uma população de aproximadamente duas mil pessoas na Terra Indígena do Vale do Javari. A Funai reconhece a existência de 14 referências de índios isolados na região.

http://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/agencia/2011/06/21/funai-localiza-povo-indigena-isolado-no-amazonas.jhtm

CATANDUVA: 95 ANOS

PARABÉNS CIDADE FEITIÇO