Baixa Idade Média

No século X, os países europeus deixaram de ser ameaçados por invasões bárbaras. O continente vivia agora a “paz medieval”, isso ocasionou mudanças que provocaram transformações na sociedade européia.

No período que vai do século XI ao século XV – a chamada Baixa Idade Média – percebe-se uma decadência no feudalismo. O aumento populacional provocado por essa fase pacifica, levou à necessidade de mais terras, nas quais os trabalhadores desenvolveram técnicas agrícolas que lhes facilitaram o trabalho. Em torno dos castelos começaram a estabelecer-se indivíduos que comercializavam produtos excedentes locais e originários de outras regiões da Europa. A moeda voltou a ser necessária, e surgiram várias cidades importantes junto às rotas comerciais e marítimas e terrestres.

Ao mesmo tempo, a Igreja, fortalecida, promoveu expedições cristãs ao Oriente – as Cruzadas – tentando recuperar a cidade de Jerusalém, então em poder do Império Islâmico. Durante dois séculos, as Cruzadas agitaram toda a Europa, pois além dos aspectos religiosos havia um impulso comercial muito grande.

 

A Importância das Cruzadas

 

Convocadas primeiramente pelo papa Urbano II, em 1095, na França, as Cruzadas foram, expedições de cristãos europeus contra os muçulmanos, ocorridas durante os séculos XI a XIII. A missão dos cavaleiros cristãos era libertar a região da Palestina, que na época fazia parte do Império Islâmico.

Além dessa motivação religiosa, entretanto, outros interesses políticos e econômicos impulsionaram o movimento cruzadista:

A Igreja procurava unir os cristãos do Ocidente e do Oriente, que haviam se separado em 1054, no chamado Crisma do Oriente, surgido a partir daí a Igreja Ortodoxa Grega, liderada pelo patriarca de Constantinopla;

Oito Cruzadas foram organizadas entre 1095 e 1270, que apesar de obterem algumas vitórias sobre os muçulmanos, não conseguiram reconquistar a Terra Santa.

Essas expedições envolveram desde pessoas simples e pobres do povo até a alta nobreza, reis e imperadores, tendo havido mesmo uma Cruzada formada apenas por crianças. Dezenas de milhares de pessoas uniam-se sob o comando de um nobre e percorriam enormes distâncias, tendo de obter alimentação e abrigo durante o percurso. A maioria antes de chegar ao destino era massacrada em combates.

O contato dos europeus com os povos orientais – bizantinos e muçulmanos – fez com que eles começassem a apreciar e a consumir produtos como perfumes, tecidos finos, jóias, além das especiarias, como eram chamadas a primeira, a noz-moscada, o cravo, o gengibre e o açúcar. 

As Sujas e Apertadas Cidades Medievais

idademedia

Na baixa Idade Média, houve a rápida multiplicação do número de cidades, onde eram exerciam atividades comerciais, manufatureiras e também artísticas. As cidades eram protegidas por muralhas, que serviam para protegê-la das invasões de nobres e bandidos.

Assim, dentro dos limites cercados das cidades, os terrenos eram caríssimos e procurava-se aproveitar cada centímetro. As construções, em geral de madeira, colocadas umas às outras, o perigo de incêndio era constante.

As condições sanitárias eram péssimas: o lixo era despejado nas ruas e sua coleta ficava a cargo das eventuais chuvas; até que isso ocorresse, formavam-se montes de detrito, revirados por cães e porcos. A água dos rios e poços que abasteciam a cidade era freqüentemente contaminada, ocasionando doenças.

Em todo o século XIV e até meados do século XV, a Europa enfrentou uma série de fatos que afetaram profundamente a vida de sua população. Mudanças climáticas trouxeram vários anos seguidos de muita chuva e frio, o que causou a morte de animais e plantações, levando a um longo período de fome.

A peste negra, originária do Mar Negro e transmitida por ratos, matou milhões de europeus já enfraquecidos pela fome. Além disso, a violência gerada pela Guerra do Cem Anos fez surgirem revoltas populares onde milhares de pessoas também perderam sua vida.

As precárias condições urbanas agravaram ainda mais o problema gerado por essas crises fez a Europa perder mais da metade da sua população.

 

IMAGEM: CIDADE DE LUCCA (ANTIGA SANTA GEMMA), ITÁLIA

Uma resposta

  1. Oii .. eeu estou fazendoo um trabalhoo da escolaa, ondee o título éeh “A EUROPA DA BAIXA IDADE MÉDIA” ee precisoo sabeer 4 coisaas sobre isso !!
    1º:O CRESCIMENTO POPULACIONAL
    2º:AS NOVAS TÉCNICAS AGRÍCOLAS
    3º:AS CIDADES ITALIANAS
    4º:A CRISE DO SISTEMA FEUDAL

    Vcs podeem mee ajudaar ?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: